• outdoor

Destaques

    • getthumbnails

Medida Cheque-Formação - Candidaturas abertas

O IEFP, com o intuito de melhorar a empregabilidade e a qualificação, disponibiliza um apoio financeiro para a frequência de ações de formação. Qual…
    • incentivo a s empresas 2

Sistemas de apoio e incentivo em curso

- PT2020 - Sistema de Incentivos: - “Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (SI I&DT) - Projetos Demonstradores Individuais". Candidaturas abertas até 08-02-2016; - “Investigação e…
    • desemprego iefp

Governo anuncia novo perdão fiscal

Empresas e famílias poderão, até ao final do ano, pagar as dívidas que tenham ao Fisco e à Segurança Social com perdão de juros…

Notícias

    • ng8051356

Fisco recupera 1,14 mil milhões com "perdão fiscal"

Cerca de 93 mil contribuintes aproveitaram o PERES para regularizar os impostos. No total vão pagar dívidas de 1,14 mil milhões de euros. Do lado da Segurança Social, o total da dívida submetida é de 290 milhões. O Programa Especial de Redução de Dívidas ao Estado (PERES) terminou dois dias antes do Natal e segundo os dados avançados esta terça-feira pelo Ministério das Finanças teve a adesão de mais de 93 mil contribuintes. Do total de 1144 milhões de dívidas abrangidas, cerca de metade (511 milhões) foram pagos este…
    • image aspx 5

Custo da mão-de-obra sobe 1,5% na zona euro e 3,6% em Portugal Leia mais: Custo da mão-de-obra sobe 1,5% na zona euro e 3,6% em Portugal.

Os custos horários da mão-de-obra aumentaram, no terceiro trimestre, 1,5% na zona euro e 1,9% na União Europeia, face ao período entre abril e junho, segundo dados divulgados pelo Eurostat. Em Portugal, o indicador cresceu, no terceiro trimestre, 3,6%. Segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE, a Roménia (14,7%),a República Checa (9,0%), a Bulgária (8,4%), a Letónia (7,7%) e a Lituânia (6,8%) foram os países onde os custos horários da mão-de-obra mais subiram. A Croácia (-6,5%), Malta (-2,1%) e Itália (-0,5%) foram os países onde o indicador recuou.…

Artigo 245 do Orçamento de Estado

Artigo 245.º Alteração ao Decreto-Lei n.º 198/2012, de 24 de agosto O artigo 3.º do Decreto-Lei n.º 198/2012, de 24 de agosto, que estabelece medidas de controlo da emissão de faturas e outros documentos com relevância fiscal, define a forma da sua comunicação à AT e cria um incentivo de natureza fiscal à exigência daqueles documentos por adquirentes pessoas singulares, alterado pela Lei n.º 66-B/2012, de 31 de dezembro, pelo Decreto-Lei n.º 71/2013, de 30 de maio, e pela Lei n.º 82-B/2014, de 31 de dezembro, passa a ter…